Sem categoria

Quando o Carão não é só Pose

 

Semana passada fui cobrir um evento mega bacana – que é o próximo post estou subindo imagens – mas queria falar primeiro do que aconteceu antes do evento em si.

A gente tem 365 dias para transitar nos mais diferentes estados de humor, né? Eu só queria conseguir entender a razão, se é que existe uma, de acordarmos doloridas e remelentas (desculpe, mas ‘coriza’ era eufemismo pro meu estado) justo no dia em que precisamos enfrentar umas horinhas em pé, fotografando, no meio de dezenas de modelos enlouquecidas, stylists e cabides, muitos cabides.

A teoria a gente sabe. Banho morno, chá. Um bom produto pra descongestionar a pele e diminuir o inchaço dos olhos, muita máscara nos cílios e v’ambora. Eu tentei, juro que tentei. Usei até cílios postiços, pra vocês terem uma idéia da minha boa vontade em parecer bem, porque a pessoa derrubada acaba puxando pra baixo também quem está ao redor, numa situação naturalmente tensa como um desfile.

Mas, gente, eu estava um caco. Já experimentou estar um caco em frente à mulheres lindas, maquiadas e com roupitcha de passarela? Caco duplo.

Tentei ser a mais profissa possível enquanto por dentro me sentia uns 20 centímetros (ainda mais) baixa, os olhos colados na nuca e com uma janela com vista panorâmica no topo da cabeça, por onde a sensação dolorosa podia entrar e sair.

O melhor remédio foi me deixar envolver pela ansiedade vibrante do backstage, entrar no clima, ouvir o burburinho da platéia, compartilhar o nervosismo das modelas e tentar capturar com a lente máximo possível do momento, sabendo que em breve eu estaria a caminho de casa, com a satisfação do dever cumprido e a certeza de encontrar um edredon fofinho pra me acolher.

6 comentários

  1. A melhor coisa nessas horas Vivi, é tentar mesmo se envolver com o ambiente à nossa volta. Não existe remédio melhor, e depois que tudo passa, vamos cuidar da gente, deitar numa cama quentinha, tomar um chá revigorante, e umas horas de sono, resolvem muitaaaaaa coisa.

    Bjo

    tô adorando tudo aqui!

  2. Tina Lopes disse:

    Ai, Vivi, que legal essa casa nova, tô adorando e me sentindo mais próxima, quase vizinha! Mil beijos. E obrigadinhas pelo link. 😉

  3. Sarah disse:

    Tem dias que realmente não dá
    mas a resposta tá aí, é a que voce deu… não se deixar abalar e tentar ser o mais profissional possível (:
    beijos

  4. Aff, é sempre naquele dia que vc não pode estar cansada ou feia, rs

  5. Helen Feria disse:

    tá falando do evento no monte castelo? não respondi porque não poderia ir 🙁 quero saber como foi!

    e tem dias que a gente não é a gente mesmo. uma barra quando tem algum evento/compromisso e parece que estamos do avesso…

  6. Eliana disse:

    Não é que eu não gosto de trabalhar doente e que eu ODEIO COM TODAS AS MINHAS FORÇAS prontofalei.
    Mas mesmo assim como uma boa profissa você foi lá e cumpriu o dever, isso nos dá orgulho depois que melhoramos né?!
    Parabéns!!!

Deixe um comentário :D