Moda

A Quadrilha da Espadrilha

 

E se você não quiser usar espadrilha nesse verão?

Ah, amiga, vai ter que se virar, porque as vitrines foram invadidas e conquistadas. É espadrilha ou morte nada.

A espadrilha de hoje é uma releitura da espadrille de anos – muitos anos – atrás, que eram as sapatilhas de lona com solado de corda de verdade. Aqui no Brasil eram fabricadas por uma empresa gigante na época, a Alpargatas e, se eu fechar os olhos, juro que posso sentir o cheiro inconfundível que elas tinham, que vinha da corda.

O que vemos nas vitrines hoje são inspirações melhoradas, já que o modelinho original era aquilo e só aquilo mesmo. Além disso, a corda cedeu espaço para outros diversos materiais naturais. Hoje prevalece o padrão trançado, mas ele pode ser em ráfia, madeira, palha, e principalmente, material sintético que emula a textura de corda.

Só fica um pouco chato porque limita muito a escolha, não é? Por mais que a variedade seja imensa, quando você começa a ver tantas variações sobre o mesmo tema, depois de um tempo tudo vai parecendo igual.

Na hora de usar, a dica é ter em mente que, independente do preço que você pagou, o acabamento em materiais naturais é sinônimo de descontração. As espadrilhas não são chamadas de ‘a cara do verão’ à toa, elas são acessórios perfeitos para o dia.

Vão do trabalho à happy hour na boa. Mas se a pedida for uma festa ou balada noturna, vale deixá-las descansando para o dia seguinte e badalar com algo com mais perfume de festa.

Vocês já se apaixonaram por alguma ou ainda, como eu, estão esperando o par perfeito?

imagens: clickaporter.com.br

Obs. tardia:

Deus, Buda ou quem quer que seja o responsável pela questão Reencarnação (e que estiver lendo esse post, claro): me manda de volta em versão Eva Mendes na próxima, pode ser? Valeu!

8 comentários

  1. Paola Fabeni disse:

    Amo esse tipo de sandália! Acho elas tão delicadas! 😀

    Beijos, Paola
    http://universodapaola.wordpress.com/

    Vivi respondeu:

    @Paola Fabeni,

    Dá uma impressão de litoral mesmo na cidade também, não dá? Super veraneio.
    Só não gosto daquelas de solado estilo drag. Tipo, não PRECISA tanta corda… rsrsrs

    Bjuu!

  2. Lu disse:

    Tenho a impressão que ano que vem, todas correrão das espadrilhas… modinha com tempo curto de vida, este será o problema e eu corro de modinhas que passam rápido demais, sou a favor de um mundo sustentável e sem consumismos desesperados.

    E a chuva de verão nesta sandália será a treva se o revestimento do solado for de corda, sisal e assemelhados, o cheiro ficará muito ruim. Tive as tais alpargatas na adolescência e ela iam para o lixo depois da chuva repentina pega na rua, o cheiro ficava insuportável e elas não se recuperavam nunca mais.

    Bjsss

    Vivi respondeu:

    @Lu,
    Exatamente, Lu. Durante o inverno ainda, quando começaram a chegar releases e mais releases de coleções inteiras só de espadrilhas já dava pra sentir o que a gente vê agora, vitrines cheias do mesmo tipo de sapato. E nem é questão de usar o que todo mundo usa, mas é que fica tudo IGUAL mesmo e isso cansa, né?

    Não cheguei a ter alpargatas minhas mesmo, porque desde sempre tive problemas com sapatos totalmente sem salto, mas minha mãe e tias tinham e cheiro é no mínimo marcante rsrsrs

    Bjooo!

  3. Elis disse:

    Há mais de um atrás comprei minha primeira espadrilha nesse site aqui
    http://www.espadrillesetc.com/web.php?action=shopping
    Depois comprei outra na Asos e depois mais outra aqui em Jundy… deu pra perceber que me apaixonei né.
    E voltar em versão Eva Mendes não é nada mal!
    Bjo

    Vivi respondeu:

    @Elis,

    Meninaaaa, mas esse site eleva o conceito de espadrilhas pra um nível hollywoodiano! Deu até vontade de fazer outro post 🙂

    Voltar como Eva Mendes é praticamente um prêmio pelo conjunto da obra, né? rsrs

    beijooo!

  4. Wagna disse:

    São muito bonitas… mas não me apaixonei!
    Bjks.

  5. Bia disse:

    Eu to maluca por uma, esse tipo de sapato é muito a minha cara. Mas as lojas tão viajando no preço, não consegui gostar de nenhuma por menos de 200 reais. O que é um absurdo pra um sapato que é feito de corda e lona!
    Fico em dúvida se as lojas tão pirando no preço ou eu que to empobrecendo! rs

Deixe um comentário :D