beleza

Gucci Guilt Intense

 

Normalmente não faço resenhas sobre fragrâncias que simplesmente recebi um flaconete de amostra. Um flaco regular tem aí 2 ml de perfume e nem sempre é o suficiente pra gente saber como a fragrância se comporta na nossa pele, o que justificaria uma resenha com o mínimo de embasamento (principalmente pra quem realmente adora perfumaria, como é meu caso). Mas esse tipo de amostra é muito importante pra saber uma coisa crucial em relação a um perfume:

a) posso gostar
b) odeio, tira de perto de mim!

Cada pessoa se relaciona de uma forma com o universo dos perfumes, mas essa primeira impressão amor/ódio acaba determinando o próximo passo do relacionamento, sem dúvidas! rs E pra isso os flaconetes são imprescindíveis, pra aproximar, conhecer.

Com Gucci Guilt Intense me vi obrigada a abrir uma grande exceção em relação a resenhar a amostra. Fui conquistada, gente!

Gucci Guilt Intense tem cheiro de pecado. Cheiro de topo da pirâmide, de first class, de pulseira vip. Aquele perfume que você usa e as portas magicamente se tornam automáticas.

É intenso, é marcante, mas de um jeito bom, sem esforço. Sem incomodar quem está ao lado – muito pelo contrário…

Gosto quando uma fragrância tem personalidade mas ao mesmo tempo não me permite associá-la imediatamente a alguma matéria-prima, uma nota cítrica ou uma madeira, que nos façam dizer “sinto cheiro de tal”. Guilt Intense tem essa característica de “ter cheiro de um estado de espírito” e não de uma flor ou resina apenas.

Bom, vamos tentar trasformar essa análise tão subjetiva (como Guilt Intense é o cheiro de poder) em algo que mais gente possa compartilhar, né? Segue a descrição formal:

Gucci Guilt Intense é um floral oriental. Suas notas de saída são tangerina e pimenta rosa. Flores de lilás, violeta e heliotrópio formam o coração dessa composição estabelecida em uma base de patchouli e âmbar.

Mas pra mim Gucci Guilt Intense tem simplesmente o cheiro do pecado. Um pecado chique, muito caro e irresistível. Posso dizer sem pestanejar: esse eu querooo!

Experimentação: Época Cosméticos Perfumaria
Mais infos sobre o produto AQUI.

Os links dessa publicação servem apenas para fins de informação. Não são patrocinados nem estão sujeitos a qualquer tipo de comissão por vendas ou programa de afilidados.

6 comentários

  1. Samara disse:

    Pô, geralmente não gosto de Gucci mas sua descrição foi tão perfeita que me deixou super curiosa para experimentar!

    Vivi respondeu:

    Menina, esse é divino! Ou melhor dizendo, diabólico! hahahaha

  2. hahaha, Vivi!!!

    “Mas esse tipo de amostra é muito importante pra saber uma coisa crucial em relação a um perfume:

    a) posso gostar
    b) odeio, tira de perto de mim!”

    É por esse motivo que gosto de amostras, elas dizem logo a que o perfume veio e se enjoarei rápido e me poupa de desperdiçar dinheiro.

    bjs

    Vivi respondeu:

    Nossa, Pri, se não fosse pelas amostras eu já teria tido muito prejuízo, porque me encanto com as embalagens (olha o perigo hahaha)

  3. Samara disse:

    Pois é, eu me encanto por embalagens e por reviews. Eu agora ando me controlando muito para não comprar o Neroli Portofino de Tom Ford, a descrição tem tudo a ver comigo mas sabe-se lá se é jogada de marketing…juntando o fato de eu ter comprado o Black Orchid também do Ford e detestado e mais o fato de que a última coisa que eu preciso é mais um vidro de perfume, eu só me jogarei de verdade se me fizer perder a cabeça tal qual faz o Daniel Craig! Kkkkk

  4. Michele disse:

    Tenho ele !!! E é tudo isso mesmo… Perfume tem poder de nos remeter a várias sensações. Esse nos faz sentir rica, sexy e poderosa… sem contar a embalagem metalizada e pesada !!! Desejei e comprei como investimento para minha alma rsrsrsrsrsrsrsr

Deixe um comentário :D