Coluna da Chris

Coluna da Chris: O Freio de Cintura

 

Uma empresa britânica promete: a melhor maneira de emagrecer – ou ao menos parar de engrossar – é usar uma correntinha na cintura. Chamado “Malory Band”, o acessório teria sido inspirado nas mulheres do antigo Egito, que usavam dispositivo semelhante para manter a cinturinha de pilão.

As “10 razões para comprar uma Malory Band”, segundo o site do fabricante, são certamente cativantes. Em primeiro lugar, a gente não precisaria mais enfrentar a balança. Só quem é gordo sabe o quanto a balança pode ser um objeto invejoso, cheio de rancor e que mente descaradamente, indicando quilos a mais quando a gente tem certeza certíssima de que a calça está mais larga. E nem adianta dizer que a roupa laceia. Roupas que laceiam não se aplicam à mente gorda.

Além disso, dizem eles, a corrente é honesta e nunca vai te enganar. Você vai ver dia a dia o quanto vai poder diminuir (ou aumentar, embora isso não seja mencionado em momento nenhum) a regulagem da correntinha. E isso vai te impedir de ficar maior do que é hoje. E tudo isso usando um acessório bonito, fácil de ajustar e que ninguém nunca descobrir que você está usando (é, não entendi bem porque mencionar que é bonito, se ninguém vai perceber estou usando).

E essa, para mim, é a melhor de todas: você pode comer o que quiser, quando quiser, desde que cuide da quantidade! Simples assim! Em vez de tomar um prato cheio de sopa de legumes, por exemplo, você pode comer uma barra de chocolate, que ocupa menos lugar no seu estômago, e logo não vai estufar e apertar a correntinha! Genial.

Azar seu se ficar com fome em seguida, a correntinha ensina o preço das suas escolhas. Deixemos de lado detalhes como a nutrição e a qualidade do que se come, o objetivo aqui é ter cintura fina e não necessariamente saúde. Pensando bem, não é um conceito assim tão raro…

A verdade é que acho graça na tal correntinha. A primeira coisa que me vem à cabeça é a Suellen, da Avenida Brasil. Também não acho que faça mal algum, e imagino que algumas alminhas disciplinadas possam de fato se favorecer do uso do artefato, que funcionaria mais ou menos como um freio.

Um freio que, para mim, não teria grande vantagem. Posso me ver enganando o freio sem qualquer pudor ou culpa, deslizando sorrateiramente o botão para poder comer um pouco mais sem constrangimentos. Além disso, já tenho problemas suficientes com cintos que se enrolam a cada vez que eu sento ou levanto. Ah, o cós da calça também tem esse comportamento desagradável de rolar e enrolar com vida própria, obrigando-me a charmosamente puxar as calças toda vez que levanto da cadeira. Não foram poucos passantes de cinto que eu quebrei nessas manobras.

De qualquer forma, fica a dica. A correntinha pode ser adquirida pela internet por singelos 78 reais, mais o frete. Vem da Inglaterra e é resistente à água. Ou, é claro, você pode adquirir uma legítima corrente Suellen nas boas casas do ramo da Rua 25 de março.

7 comentários

  1. Luh Guedes disse:

    O importante é ser magra, não importa se de maneira saudável ou não né? É cada uma que o povo inventa! hahahahhaah

    Kissus
    Luh Guedes ?
    @luhguedes
    http://www.devaneiosdeumacamaleoa.com

  2. Limara Lis disse:

    Chris, você é mesmo uma ótima escritora!

    Outro dia estava jogando conversa fora, e eu disse que é só comer a metade do que se come por refeição que se tem uma redução de estômago natural. Aí a outra pessoa disse que é redução de olho: fechar o olho grande na hora de comer alguma coisa.

    (Risos!) Mais ou menos o que essa correntinha faz.

  3. Eu acho engraçado. tô dieta e tal. ahsuahsau Mas sabe que uma amiga mto proxima fazia isso há muito muito tempo e gastou 1 real. Pegou logo um pedaço de barbante e amarrou na cintura. E a gata emagreceu horrores. Ficadica pra quem dá sem reais pra comprar uma correntinha,.

  4. Cristina disse:

    O povo acha que descobriu a pólvora, né?? Pois desde que eu era criança que ouvia minha vó falar que era só amarrar uma linha resistente na cintura (quase uma fita do Sr. do Bonfim rsrsrs) que a pessoa emagrecia! E esse povo inglês “se achando”, por causa da “descoberta”! kkkkkkkkkkkk!!

  5. Eliana Saeta disse:

    Sabe de uma coisa, domingo vou investigar sua cintura pra ver se vc não esta usando a tal correntinha, porque alguma coisa esta engolindo centímetros da sua cintura…
    Ler seus escritos é sempre bom.
    Beijos

    Anna Christina Saeta respondeu:

    Que nada… uma correntinha, para caber na minha cintura, precisaria ser feita sob encomenda 😛

  6. Dete Fiúza disse:

    Vou usar depois posto se deu certo

Deixe um comentário :D