Warning: mysqli_set_charset(): Error executing query in /var/www/html/vivialberto.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 823
Vivi Alberto
Warning: array_merge(): Argument #2 is not an array in /var/www/html/vivialberto.com.br/web/wp-content/plugins/wp-pagenavi/scb/Options.php on line 62
 

beleza

Arnaud Perle & Caviar

 

Quando alguém te pergunta “oi, quer experimentar um creme à base de pérolas e caviar?”, o que você diz? Peraí, deixa eu pensar? Não! Você aceita! rs

Por isso semana passada chegou aqui o Concentre Luxe Nuit Perle & Caviar Arnaud, um antiidade de uso noturno, da Arnaud, marca francesa recém chegada ao Brasil.

A linha Perle & Caviar é rica em aminoácidos e minerais, desenvolvida para nutrir, reparar e devolver o viço à pele cansada. Ela soma proteínas do caviar (produzido de forma controlada para a preservação da espécie) e extratos de pérolas (cultivadas para esse fim), constituindo uma fórmula com alto poder de reparação (derivado do nácar e sua habilidade de melhorar a comunicação celular), e de proteção, advindos dos antioxidantes:

• sais de sódio: que melhoram o equilíbrio hidrolipídico para proteger a pele.
• sais de sílica: que estimulam a regeneração celular.
• oligoelementos: que dinamizam o metabolismo celular.
• proteínas (aminoácidos): essenciais para a hidratação cutânea e a integridade das fibras
de colágeno e elastina.
• lípidos: que preservam a película hidrolipídica protetora e estimulam a regeneração
celular, limitando assim o processo de envelhecimento cutâneo.
• vitaminas (A, E, B, C): que combatem os radicais livres e melhoram a dinâmica regenerativa, permitindo assim combater também o envelhecimento cutâneo.

Todo esse luxo e poder à parte, o que importa são os resultados, não é? Por isso estou mudando minha rotina essa semana (vou postar a nova, amanhã), para incluir o Concentre Luxe Nuit Perle & Caviar Arnaud na etapa noturna de cuidado. O que eu espero dele é uma melhora na luminosidade da pele, de uma forma geral, logo pela manhã. Uma aparência mais descansada.

Como eu já disse por aqui, tenho o péssimo hábito de dormir com o rosto afundado no travesseiro e, acreditem, isso é um grande pecado para a pele de qualquer idade. No meu caso, 30++, é pecado capital. Acordo com o rosto inchado e todo marcado, porque não há hidratação que resista a 8 horas de soterramento na fronha, né? Tenho me forçado a dormir com o rosto pra cima, mas o sucesso da empreitada tem sido parcial. Na maior parte das vezes ainda acordo de barriga pra baixo… É hábito, difícil de mudar, mas tô tentando.

A textura é de um creme até que bem suave por ser concentrado. A espalhabilidade é muito boa, o que faz o produto render bastante (e isso é importante em produtos mais caros, eu acho. Tem que render quase dois meses nas minhas contas hahaha). Uma quantidade pequena e você consegue levá-lo até todos os cantinhos da face – também aplico no pescoço, mais uma bolinha.

Na imagem dá pra ver que é super bem absorvido, zero medo de obstruir os poros.

Outra coisa legal: a fórmula é livre se parabenos.

Daqui a umas seis semanas volto a falar dele, pra contar como foi minha experiência de uso.
Como eu disse, a marca Arnaud é tradicional na França, seu país de origem, e acabou de chegar ao Brasil. Tem uma gama bem grande de produtos para skincare que vale a pena explorar.

Experimentação: produto oferecido pela Época Cosméticos Perfumaria
Perle & Caviar Concentré Luxe Nuit – Tratamento facial noturno, R$215

Demais produtos Arnaud

Os links dessa publicação servem apenas para fins de informação. Não são patrocinados nem estão sujeitos a qualquer tipo de comissão por vendas ou programa de afilidados.

Promos

Divulgação de Sorteios e Promos

 

Atenção no final do post para o email e formato para pedidos de Divulgação. Divirtam-se!

Um exemplar autografado do livro As Duas Faces do Destino, no Apenas um Trecho

Voucher R$100,00 para gastar na loja Modellita, no Uze & Abuze

Produtos NYX: Paleta, delineadores, gloss, primer, batom, no Girl Supimpa

T-Shirt a sua escolha, no Mãe Mel

Touca infantil a sua escolha, no Mãe Mel

Blusa coleção Inverno 2013, no Mãe Mel

Kit Mary Kay: Demaquilante, máscara, lápis e curvex, no Sorteios na Rede

3 babadores da loja Era Uma Vez, no Mulher atual

Rímel Original MAC, no Rosa Neon Makeup

Livro + Caneca + Bombom, no Rosa Neon Makeup

Um exemplar do livro “A MENINA QUE SEMEAVA”, no Saleta de leitura

Um exemplar do livro “A VIAGEM DO TIGRE”, no Saleta de leitura

Um exemplar do livro “O FUTURO DE NÓS DOIS”, no Saleta de leitura

Sorteio de uma bolsa vermelha One Love, no Siga sua Moda

Bolsa capanguinha pretacursos de direito, no Mulher Atual

Macacão Fitness Jujuba, no Lemon Makeup

Kit Depilação: Folhas de depilação facial e corporal, loção e óleo, no Sorteios na Rede

Kit Shampoo, Condicionador, Máscara e Creme, no Sorteios na Rede

Kit Vult, no E Agora, José?

Colar Cupcake, no Quase que Dezoito

Um perfume feminino da Elizabeth Arden, o 5th Avenue, de 30ml, no Coisas da Gigi

Peça da loja Sjons Modas, no Fadas Maquiadas

Cafeteira Easyline Electrolux, no Fadas Maquiadas

Livro SAL, no Moonlight Books

Um relógio de desenho e uma carteira, um para cada ganhador, no The Red Lil’ Shoes

Top Comentarista, um livro à escolha dentre os 3 disponíveis, no Moonlight Books

Quer divulgar sorteios e ações promocionais? Atenção para a mudança de endereço! Mande sua mensagem para:

divulgue@poptopic.com.br

O modelo:

prêmio + link para post do sorteio + nome do blog + data do sorteio

Os pedidos devem chegar até sábado de cada semana para que entrem no post que será publicado aos domingos.

beleza

Edição Especial Risqué Color Effect

 

Risqué deseja que nossa vida continue com muito brilho! Se depender das unhas, o glamour está garantido.

A ideia é proporcionar brincadeirinhas nas unhas tanto pra quem se joga forte na nail art quanto para as mais clássicas, que preferem arriscar apenas em um brilho discreto, uma filha única talvez… A Edição Especial Risqué Color Effect diversificou no tipo e tamanho do glitter, pra proporcionar essa versatilidade.

Cores e efeitos:

Diamante Fúcsia: fucsia, uma cor poderosa.

Granulado Rosè: rosa elegante com delicados pontos de luz.

Nuvem de Paetê: azul com diferentes reflexos.

Disco D’Ouro: dourado em disco balls.

Canutilho Acobreado: filetes com reflexo cobre e dourado.

Todos eles tem base transparente, assim podem servir de cobertura para unhas nuas ou qualquer outra cor de esmalte.

Para nossa alegria, além das novas cores, a marca mantém quatro hits de Risqué COLOR effect: Risqué Chão de Estrelas, Risqué Viúva Negra, Risqué Besouro e Risqué Miragem Azul.

A Edição Especial Risqué Color Effect já está disponível em farmácias e perfumarias e tem preço sugerido de R$3,50, cada.

comportamento

Querido John (Green)

 

Nem batom, sapato ou esmalte. Minha obsessão recente é outra.

Não lembro como começou, só sei que veio forte. Fazia muito tempo que um autor não prendia tanto minha atenção e, olha a ironia, isso foi acontecer agora, com John Green, que é meio que rotulado como um escritor para jovens adultos.

Rótulos a parte, o que me conquistou na escrita dele foi uma característica que eu só posso comparar à das piadas internas, sabem? Quando uma expressão ou contexto só fazem sentido pra um determinado grupo de pessoas e quando qualquer outro passante desavisado ouve, fica com a impressão de que aquilo não tem graça nenhuma. Mas a turma, ah, a turma entende. E ri à beça. Ou chora. Ou começa a pensar.

Aconteceu de A Culpa é das Estrelas virar best seller, porque as pessoas tem o estranho hábito de comprar tudo que está vendendo muito e a coisa continua vendendo muito porque todos mundo está comprando e assim nascem as grandes discussões (o que na web acaba virando um tédio sem fim). De repente todo mundo estava lendo e, enquanto alguns sentiam que alguma coisa tinha sido cutucada bem lá dentro, outros tantos ficaram com aquela sensação de what the fuck, o que tem demais nesse livro??? Nesse livro e em todos os outros do autor, que passaram a vender rápido como pão quente.

Os livros de John Green não tem nada demais. Pelo contrário, a linguagem é coloquial, não tem absolutamente nada de rebuscada e as tramas são simples, com reviravoltas surpreendentes – como toda reviravolta deveria ser. Nada demais. Quer dizer, nada demais se você não ler as entrelinhas. E é aí que entra a questão “piada interna” que eu falei antes.

Sabe aquela sensação que você sentiu quando alguém te disse uma coisa (muito boa ou muito ruim), que te pegou de surpresa e tirou a fala? Daquelas que a resposta ideal brota na sua cabeça dois dias depois e você se remói “por não ter pensado/dito isso na hora”. Isso está nas entrelinhas.

Sabe aquele sentimento que te acertou a boca do estômago e você não teve tempo de anotar a placa do caminhão que levou seu amor, sua esperança e sua fé na humanidade? Está nas entrelinhas.

Sabe quando uma coisa que você gosta muito quebra, mas você já é grandinho pra chorar? Quando você quer dizer algo e deixa pra amanhã, só que o amanhã nunca mais chega? Sabe aquele abraço que você não deu sem saber que não teria outra oportunidade. Tu-do-nas-en-tre-li-nhas.

Os livros de John Green não são romances no sentido literal da palavra, mas todos eles são sobre emoções. Boas, ruins, óbvias, escondidas. Todos são sobre pessoas, que poderiam ser eu ou você.

Se é que eu posso dar um palpite sobre a razão de algumas (muitas) pessoas não entenderem esse sucesso todo que os livros estão fazendo, eu diria que é porque nenhuma das histórias é fantástica. Elas são reais, quase tangíveis, dá pra reconhecer seu vizinho ali. E a realidade é uma coisa abundante demais para atrair o sucesso, né? De real basta minha vida, por isso quero mais é me acabar na novela! (rsrsrs) É isso, a realidade parece banal se a gente não lê as entrelinhas. Aliás, fica aqui uma dica da Tia Vivi: não banalize a sua vida, passeie também pelas entrelinhas. Seja um bom protagonista.

Ah, tá… nunca é tarde pra dizer: se você não dormia (em todas) as aulas de Filosofia, também vai encontrar conteúdo escondido na trama principal. Até na nossa vida mesmo, se a gente não dorme no ponto, também é capaz de encontrar mais conteúdo, ‘cês sabem.

Tem mais: John Green é um fofo. (já tem mulher, filho e um bigodinho meio hypster que aparece vez em quando, portanto, apaixonem-se apenas pela leitura, por favor hahaha)

Além de escritor ele também é vlogger e taí uma das razões que fazem o público se sentir tão a vontade. Acessível, te responde nas redes sociais fácil, fácil. Semana passada vi uma postagem dele pedindo uma jaqueta muito específica (acho que de Universidade, não lembro bem) emprestada, provavelmente para algum filme/vídeo (A Culpa é das Estrelas, talvez), via Facebook.

E eu não poderia fazer um post sobre John Green e não citar os Nerdfighters. Eu fui fisgada por eles com um bilhetinho num livro, mas vocês podem saber mais aqui.

Também acho que não tem problema nenhum em não gostar dos livros do autor X, seja  J. Green ou qualquer outro best seller. Coisa mais chata do mundo é a pessoa não se identificar e ficar questionando a identificação alheia! Tem cabimento uma coisa dessas? Cada um tem suas vivências, suas expectativas, seu filtro. Gostou, gostou; não gostou, passa pro próximo. E a vida continua.

Os livros publicados no Brasil são:

A Culpa é das Estrelas

O Teorema Katherine

Quem é Você, Alasca?

Will & Will

Cidades de Papel

Os links dessa publicação servem apenas para fins de informação. Não são patrocinados nem estão sujeitos a qualquer tipo de comissão por vendas ou programa de afilidados.


Warning: array_merge(): Argument #2 is not an array in /var/www/html/vivialberto.com.br/web/wp-content/plugins/wp-pagenavi/scb/Options.php on line 62