Warning: mysqli_set_charset(): Error executing query in /var/www/html/vivialberto.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 823
Vivi Alberto
Warning: array_merge(): Argument #2 is not an array in /var/www/html/vivialberto.com.br/web/wp-content/plugins/wp-pagenavi/scb/Options.php on line 62

Arquivo da categoria ‘Publicidade’

Comidinhas

Bolo Chiffon Sem Farinha #meumundoverdejundiai

 

Não era minha intenção trazer outro bolo essa semana (como se fosse possível cansar de bolo), mas encontrei uma receita tão fácil e maravilhosa esses dias, que funcionou tão bem adaptada… não resisti publicar logo!

Ela é tão fácil que chega a ser simplória, mas o resultado é sucesso garantido mesmo pra quem não se atreve muito na cozinha.

01

Desde criança quando penso em bolo chiffon me vem a cabeça aquele bolo todo furadinho, leve e lindo, que eu via em um livro das coleções que a União lançava, mas que dava tanto trabalho – tinha que usar papel manteiga e tals – que minha mãe acabava desistindo de fazer e eu ficava só no namoro com as fotografias…rs

Hoje nem é mais tão complicado, já que temos as formas anti aderentes (e as de silicone, como essas que tenho usado), e com essa receita master fácil então, dá vontade de fazer até enjoar.

Ingredientes:
04 ovos inteiros
04 colheres de sopa cheias de adoçante para forno e fogão em pó (usei Sucralose, que tem proporção igual a do açúcar). Se quiser usar açucar a medida é a mesma.
03 colheres de sopa de cacau puro (eu gosto de Kakao Krüeger, é mais caro, mas é puríssimo e não contém glúten)
01 colher de sopa de manteiga
01 colher de sopa de fermento em pó
essência de baunilha

Modo de fazer:
Bata os ovos no liquidificador até aumentarem de volume (é rápido). Acrescente os outros ingredientes e bata novamente, deixando o fermento para acrescentar por último.
Asse em forno médio, pré aquecido, por aproximadamente 30 minutos e está pronto!

Ele não cresce loucamente, por isso se sua forma for de média para grande, vale dobrar a receita (esse da foto foi dobrado). A textura dele tem esses furinhos maravilhosos. Fica super úmido e chega a lembrar brigadeirão. Lou-cu-ra.

Como disse antes, uso forma de silicone, por isso não há necessidade de untar a forma e o trabalho pra desenformar é zero, basta deixar esfriar. Para formas tradicionais, basta o procedimento de untar normalmente.

Esse chá da imagem foi também uma novidade pra mim, ainda não conhecia essa delícia: Chá Sensação Caliente Misto Chocolate com Pimenta, Ultravita. O sabor é muito suave, de chocolate, e a pimenta a gente só sente no calor do corpo mesmo rsrsrs

 

11

Eu adoro bolo simples, sem cobertura, mas se quiser incrementar:

01 colher de sopa de manteiga
1/2 caixinha de creme de leite
01 colher de sopa de cacau em pó
02 colheres de sopa de sucralose em pó

Coloque tudo numa panela e vá mexendo em fogo médio, até escurecer e engrossar. Jogue sobre o bolo e faça a festa! 😀

Experimentação: Mundo Verde Jundiaí

#meumundoverdejundiai é uma tag de experimentação de produtos e experiências, proporcionada pela loja Mundo Verde de Jundiaí. Através dela você pode companhar as ações de vários blogs da cidade com os produtos da loja.

comportamento

Tendência é bom pra quem?

 

Minha intenção sempre foi aumentar a “carga” de conteúdo de Moda no blog, só que acabo sempre me deparando com uma questão pessoal: tendências. Tenho um pouco de birra de tendências, apesar de ter consciência de que o público gosta (muito) delas.

Não que eu faça parte do time das rebeldes mais radicais, do tipo que quando o lance vira tendência não quer nem saber; se massificar pega bode! rsrs Não é isso, não. Muito pelo contrário até. Dou muito valor pro que as ruas têm a dizer; para o que as pessoas fazem chegar às vitrines invertendo a ordem de mercado (mesmo que não seja do meu gosto pessoal, acho interessantíssimo enquanto forma de expressão). Não me diga que foi um designer que criou o hype do indefectível boné de aba reta, por exemplo, porque não foi. Isso é a voz que vem da rua e o que ela diz muitas vezes só é entendido por quem está lá.

 

05

 

É que eu gosto demais de Moda. Acho que tem tudo a ver com expressão, com se relacionar com o mundo. Tem gente que trava nas palavras, mas se comunica lindamente através da forma como usa suas roupas. Porque tem mais isso, né? Roupa sem mensagem é só vestuário, não é Moda. Aí chego à questão do início do post: só usar a tendência por ser tendência, também não é apenas jogar uns paninhos sobre o corpo? Usar combinações que ganharam status de must have da estação também não deixa de ser falta de algo mais pessoal a dizer?

A velocidade de acesso às novidades hoje é tanta, a venda de roupa on-line aqui no Brasil e no mundo atingiu possibilidades tão gigantescas que fico intrigada quando percebo que, apesar de todo esse sortimento, a maior parte das pessoas não dispensa a boa e velha tendência ditada.

Não é estranho, gente? Você pode usar o que quiser, da maneira que quiser, mas insiste em conferir o Instagram das It Girls e se certificar de que vai comprar exatamente aquele vestido, para usar com aquela bolsa, combinando com aquele esmalte, que você fez questão de perguntar qual era. Na minha cabeça, quando copiamos um look tal e qual ele nos é apresentado, seja em uma vitrine ou numa fotografia, é como se usássemos no nosso cotidiano diálogos que retiramos de livros. Não somos nós, só partes de personagens que admiramos. E isso é meio triste, não é?

 

01

 

Eu e mais uma parcela considerável da população feminina do planeta fomos encantadas pelo filme O Diabo Veste Prada. Quer saber (além dos figurinos bárbaros) o que me faz amar esse filme? Miranda Priestly, o diabo fashionista em questão, retrata a editora de moda mais conhecida do mundo e é público e notório que ela não se digna a usar nada que não seja devidamente grifado, couture e digno de poucos e bons. Agora, minha amiga, me diga em que momento você viu UM, UM LOGOTIPO DE GRIFE que seja, sendo ostentado por Miranda? Você não vai dizer, porque não há. O Figurino do filme fez questão de que ela usasse apenas peças clássicas e atemporais, justamente para que a verdadeira essência da Moda ficasse registrada: o belo não tem idade, não pode ser datado. Somente o estilo é capaz de transformar qualquer peça em um conjunto equilibrado entre allure e modernidade; isso nada tem a ver com os últimos desfiles ou a it bolsa da temporada. Diz respeito à bom corte, qualidade de confecção e ótimos tecidos. Além de um olho sábio, que consiga harmonizar todos esses elementos em qualquer ocasião.

 

02

 

Moda é inteligente e começa a acontecer no momento em que você está escolhendo aquela blusinha. Moda é uma equação que você aprende e depois executa com números de qualquer espécie; uma frase de boas-vindas que você magicamente sabe pronunciar em qualquer idioma. E as Tendências?

Bom, tendências são como aqueles moletons confortáveis, que você sabe que pode recorrer a qualquer momento sem errar, mas que nunca provocam um meio sorrisinho quando você dá aquela última conferida no espelho, antes de sair. Já a Moda te garante um friozinho na barriga de empolgação. E provavelmente um selfie, só pra registrar a alegria.

P.S.: só pra constar. Usei a imagem das calças estampadas pra exemplificar uma tendência e admito que já tenho uma. Ou duas.

Acessórios

#ChilliBeansPassarela: Amapô e Alexandre Herchcovitch MEN

 

Vamos conferir os modelos que encerraram a participação da Chilli Beans na edição Verão 2015 da SPFW?

Ao som de É O Tchan, a Amapô trouxe o Havaí para o Brasil.

O desfile teve o neoprene e o jeans como tecidos chave para uma coleção divertida, com estamparia tropical e bordados sempre preciosos.

Impossível tirar os olhos dos acessórios da cabeça, que misturavam chapéus, flores, frutas e até uma imagem de Nossa Senhora Aparecida. Claro, tudo isso faz parte do show das referências que imprimiam o espírito havaiano em harmonia com a brasilidade explícita. Os óculos ocuparam explicitamente a função de adereços, enfatizando a presença de nós marítimos que aparece em vários detalhes da coleção.

Alexandre Herchcovitch MEN buscou inspiração nas vestimentas da Nazareth Baptiste Church (religião que mistura Zulu com Cristianismo).

Apostando alto na alfaiataria, a coleção chega com muitas camisas impecáveis e surpreende ao incluir uma seleção de kilts, peça semelhante à saia, que na realidade faz parte da indumentária tradicional inglesa. A influência também aparece no uso de xadrez, ora tradicional, ora mais estilizado.

Os óculos fazem um link passado-futuro, com contornos que lembram os aqueles utilizados pelos pilotos combatentes na 1ª Guerra Mundial, com acabamento em textura 3D, atualíssima.

Acessórios

#ChilliBeansPassarela: Gloria Coelho e Ronaldo Fraga

 

No segundo dia da edição de verão da SPFW, a Chilli Beans desfilou em duas das passarelas mais consistentes das semanas de Moda: Gloria Coelho e Ronaldo Fraga.

Primeiro veio Gloria, com sua alfaiataria impecável, algo geométrica, dessa vez de mãos dadas com o “mundo das criaturas mágicas”, idealizado pela estilista. Mas estamos falando em Gloria Coelho, por isso nem espere ver uma fantasia literal. A magia está nos detalhes que quebram a sobriedade de looks ora negros, ora total white.

As cores foram reservadas para os sempre cobiçados vestidos de festa e uma ou outra sobreposição inesperada.

Se nas roupas predomina o ar etéreo das transparências e brilho de cristais Swarovski, os óculos assinados pela estilista são absolutamente clássicos, pesados, pretos e marrons.

O mundo da fantasia de Glória tem os pés bem firmes no chão, pronto para invadir a realidade e ganhar as ruas.

Agora vamos à Ronaldo Fraga, cujos desfiles sempre fazem jus à expressão fashion show.

Com inspirações que de alguma maneira sempre pendem para a arte, dessa vez Ronaldo bebeu da fonte de Cândido Portinari para criar uma coleção que salta aos olhos, com volume tridimensional e sensorial – tramas e bordados que são marca registrada, executados sempre com primor preciosista.

Na criação dos óculos Ronaldo Fraga fez valer cada detalhe que lhe inspirou nas obras de Portinari, criando uma peça tipo máscara geométrica que cobre olhos e lateral da face.

Isusitado, seu design encontra leveza quando a escolha recai no acetato colorido – verde, laranja, azul. Mas de modo algum dispensa as versões sólidas dem tons escuros.

Imagens: Divulgação; Zé Takahashi /Ag. Fotosite (desfile); Marcelo Soubhia/Ag. Fotosite (detalhes)

PUBLICIDADE


Warning: array_merge(): Argument #2 is not an array in /var/www/html/vivialberto.com.br/web/wp-content/plugins/wp-pagenavi/scb/Options.php on line 62